quinta-feira, maio 30, 2024

Como Funciona o Plano Safra: O que é, Vantagens e Linhas de Crédito!

Entender como funciona o Plano Safra é de extrema importância para os produtores rurais de todo Brasil. Sendo assim, o Plano Safra é uma alternativa para conseguir crédito bancário para que você possa investir em sua plantação. 

Dessa maneira, você vai conhecer como funciona o Plano Safra e como o mesmo poderá impactar positivamente sua produção rural. Ao saber que esse conjunto de políticas e medidas do governo existe para tornar mais acessível o crédito para você custear operações, comercialização e investir em inovações, poderá ter um grande auxílio em sua produção rural. 

Desse modo, assim que você saber como funciona o Plano Safra em detalhes, poderá aproveitar as suas vantagens. Portanto, não deixe de conhecer as principais características dessa alternativa que poderá fazer uma grande diferença em sua produção!

O que é Plano Safra?

como funciona o plano safra
O Plano Safra é um programa do Governo Federal (Imagem: Canva)

Primeiramente, antes de saber como funciona o Plano Safra, é muito importante entender a sua história. Dessa maneira, você entenderá mais a fundo o objetivo dessa iniciativa e como ela impacta a produção rural no Brasil. 

Sendo assim, o Plano Safra é um programa criado pelo Governo Federal. Desse modo, o principal objetivo é fornecer os recursos necessários para o financiamento da produção agrícola no Brasil. 

Contudo, vale pontuar que o Plano Safra se destaca por sua acessibilidade. Desse modo, o programa é acessível para todos os produtores rurais, porém com prioridade para os de pequeno e médio porte. 

Esse programa surgiu no ano de 2003, com seu principal foco sendo contribuir com o custeio e investimento no setor agrícola. Dessa maneira, não demorou para este se tornar a principal fonte de incentivo que o produtor rural brasileiro tanto precisava. 

Desse modo, é preciso destacar que o Plano Safra oferece uma variedade de serviços e políticas públicas que cobrem: organização econômica das famílias que vivem no campo, comercialização, garantia de preços, seguro da produção, assistência técnica e, claro, crédito rural. 

Para mais, o programa ainda busca auxiliar o produtor rural na melhora de suas práticas agrícolas e no uso de tecnologias modernas. Dessa maneira, a atividade agrícola se torna ainda melhor. 

Por fim, por mais que você entenda como funciona o Plano Safra, é essencial saber quando ele ocorre. Portanto, saiba que o Plano Safra é lançado todo ano, e suas ações ocorrem entre julho do ano vigente até o mês de junho do próximo ano. Vale destacar que este período é escolhido estrategicamente para a safra brasileira. 

Importância – Como funciona o Plano Safra

Antes mesmo de saber como funciona o Plano Safra, ter noção de sua importância para a atividade agrícola brasileira é crucial. Dessa maneira, vale lembrar que o principal foco do programa é incentivar e oferecer crédito para desenvolver a produção rural em terras brasileiras. 

Dessa forma, o Plano Safra traz um impacto muito positivo para o setor, influenciando vários fatores. Graças ao programa, são gerados mais empregos no campo e a economia rural é fortalecida.

Além disso, o impacto também pode ser visto na diminuição da desigualdade social, redução da pobreza e através da melhora na qualidade de vida das famílias que vivem no campo e, claro, dos produtores rurais. 

Para mais, é preciso destacar que o Plano Safra incentiva a atividade agrícola de outras maneiras, como a taxa de juros mais baixa, por exemplo. Sendo assim, para agricultores familiares as taxas de juros ficam em torno de 5%, enquanto que para médios e grandes produtores ela costuma variar entre 8% e 12%. 

Portanto, para o agricultor familiar, ou seja, o pequeno produtor rural, essa é uma grande vantagem. É muito difícil para um produtor de pequeno porte competir com os de grande e médio porte. Dessa maneira, as taxas menores permitem que exista o encorajamento para que o pequeno produtor possa desenvolver sua atividade em um cenário tão competitivo. 

Dito isso, o Plano Safra merece destaque por incentivar e tornar possível a atividade agrícola e pecuária em diferentes escalas. Desse modo, é um programa que incentiva a atividade rural tanto para o agricultor rural, quanto para os produtos de médio e grande porte. 

Pronaf – Como funciona o Plano Safra

O Governo Federal possui outros dois programas de grande relevância para o produtor rural, o Pronaf e o Pronamp. Sendo assim, é importante entender o que são esses dois programas antes de conhecer como funciona o Plano Safra

Dessa maneira, o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) oferece apoio financeiro para os produtores rurais brasileiros de pequeno porte. O principal objetivo deste programa está em apoiar financeiramente principalmente aqueles produtores rurais que vivem com renda familiar baixa em áreas rurais. 

Portanto, o Pronaf é destinado para os agricultores familiares e para aqueles produtores rurais que possuem até quatro módulos fiscais. O módulo fiscal é uma medida brasileira de território que varia de município para município e é regulado pela INCRA. 

Sendo assim, através deste programa o pequeno produtor rural consegue solicitar linhas de crédito que possuem prazos de pagamentos estendidos e juros baixos. Para mais, o Pronaf ainda possui medidas para o apoio do desenvolvimento social e à diversificação produtiva. 

Dessa forma, estão entre os objetivos principais do Pronaf: a inclusão social e econômica do pequeno produtor rural e sua família, o desenvolvimento rural sustentável e o fortalecimento da agricultura no Brasil. Além disso, um dos focos do programa é garantir a segurança alimentar da população brasileira. 

Por fim, vale destacar que o responsável pelo gerenciamento do Pronaf é o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O MAPA desenvolve o programa em parceria com instituições públicas e privadas. 

Pronamp

Se você quer saber como funciona o Plano Safra, conhecer o Pronamp será de grande ajuda. Dessa maneira, assim como o Pronaf, esse é um programa muito importante e que poderá fazer a diferença em sua atividade agrícola. 

Primeiramente, o Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural) existe para prestar suporte técnico e financeiro para os produtores rurais de médio porte. Dito isso, os produtores de porte médio são aqueles que possuem propriedades de quatro a quinze módulos fiscais em áreas rurais. 

O Pronamp possui um funcionamento muito parecido com o Pronaf: o programa oferece linhas de crédito que contam com prazos de pagamento estendidos e taxas de juros atrativas, que estão abaixo do mercado. Para mais, o programa conta com várias medidas de apoio e incentivos à diversificação produtiva e ao desenvolvimento sustentável.

Desse modo, o principal objetivo do Pronamp é auxiliar no desenvolvimento da produção rural em todas as regiões do país promovendo o desenvolvimento rural. Além disso, o programa procura diminuir as desigualdades sociais e econômicas no campo. Sendo assim, vale destacar que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento também é o responsável pelo Pronamp, com instituições públicas e privadas atuando como parceiras. 

Plano Safra

Agora que você conhece o Pronaf e o Pronamp, chegou o momento de aprender como funciona o Plano Safra. Dito isso, vale lembrar que entre os principais serviços oferecidos, as linhas de crédito para produtores reais são as mais procuradas. 

endo assim, esse programa se destaca por oferecer linhas de créditos que possuem taxas de juros subsidiadas. Além disso, o Plano Safra garante incentivos fiscais, seguro da produção, oferece apoio à agricultura familiar, assistência técnica e extensão rural, garantia de preços e medidas de comercialização. 

Contudo, é importante lembrar que o volume de recursos e a taxa de juros são diferentes dependendo do porte do produtor rural (pequeno, médio ou grande). Isso acontece pois o programa considera fatores como o tamanho da produção, contexto e capacidade de pagamento, por exemplo. Dessa maneira, o Plano Safra tem como principal foco os pequenos e médios produtores. Portanto, como esses dois portes encontram mais dificuldades no acesso ao crédito, o programa existe justamente para facilitar esse acesso. 

Portanto, ao conhecer como funciona o Plano Safra, é preciso ter em mente que o programa possui divisões. Essas subdivisões levam em consideração o tipo de atividade agrícola que o produtor desenvolve, assim como a renda anual do mesmo e o tamanho de sua propriedade rural. 

Crédito de custeio – Como funciona o Plano Safra

Primeiramente, você precisa entender o que é o crédito de custeio, pois é essencial para saber como funciona o Plano Safra. Sendo assim, é importante destacar que o crédito de custeio é uma das modalidades que os produtores rurais podem optar pelo Plano Safra. 

Dessa forma, o crédito de custeio tem a finalidade de financiar os custos necessários para a produção agrícola. Entre esses custos estão: a compra de sementes, insumos, defensivos agrícolas, fertilizantes, entre outros. Para mais, se você é um microempreendedor individual e procura um cartão, não deixe de checar o melhor cartão de crédito para MEI.

Sendo assim, todo ano o crédito de custeio é disponibilizado para os produtores reais. Essa modalidade possui juros subsidiados pelo governo, sendo que os mesmo irão variar dependendo da fonte de recursos que será usada para o financiamento. Para mais, quanto ao prazo para o pagamento do crédito, este será estabelecido com base no ciclo de produção da cada cultura. Vale destacar que é possível optar pela modalidade de crédito de custeio através do Pronaf e do Pronamp. Porém, cada programa possui as próprias características e é importante conhecê-las a fundo. 

Crédito de custeio pelo Pronaf e Pronamp

O Pronaf e Pronamp têm ligação direto com o Plano Safra, sendo que é possível dizer que estes programas se complementam. Dessa maneira, quando você sabe como funciona o Plano Safra, conseguirá o crédito de custeio através de um dos dois programas. 

Dessa maneira, o crédito de custeio no Pronaf tem como foco os agricultores familiares com renda bruta anual até R$500 mil. Vale lembrar que o Pronaf é um programa para os pequenos produtores rurais. 

Desse modo, no Pronaf você encontrará taxas de juros mais baixas que no Pronamp e que no crédito de custeio convencional que o Plano Safra oferece. Além disso, você terá um prazo de pagamento flexível que poderá chegar a até 36 meses, ou seja, 3 anos. 

Por sua vez, o Pronamp oferta crédito de custeio para produtores rurais com renda bruta anual que chegue até R$2,4 milhões.

Sendo assim, vale lembrar que o crédito de custeio tem como objetivo custear as despesas da produção agrícola, como: pagamento de mão de obra, aquisição de insumos e contratação de serviços, por exemplo. 

Quanto ao prazo de pagamento, este seguirá o ciclo de produção da cultura. Dessa forma, o prazo de pagamento é pensado para se ajustar a sazonalidade da produção e facilita o pagamento. 

Desse modo, o Pronaf e Pronamp são duas excelentes alternativas para te auxiliar em sua produção rural junto ao Plano Safra. Entretanto, é muito importante conhecer as características de cada uma delas para ter certeza que a sua atividade agrícola se enquadra. 

Crédito de investimento

Além do crédito de custeio, para saber como funciona o Plano Safra é necessário conhecer o crédito de investimento. Dessa forma, esta é outra modalidade de crédito que é possível fazer a solicitação através do Plano Safra. 

Portanto, o crédito de investimento tem como objetivo fornecer os recursos necessários para que os produtores rurais invistam em suas propriedades. Desse modo, é possível aumentar a rentabilidade de sua atividade agrícola e aumentar a produtividade. Um cartão de crédito poderá ser útil no dia a dia, portanto aprenda a como pedir cartão de crédito Iti pela internet

Para mais, existem diversas maneiras de usar o crédito de investimento em sua propriedade. Sendo assim, com essa linha de crédito você pode construir e reformar instalações, adquirir novas máquinas e equipamentos, manejar resíduos, implantar sistemas de irrigação, recuperar áreas degradadas e muito mais!

Todas as atividades financiadas com o crédito de investimento devem visar a modernização de sua produção. Dessa maneira, essa modalidade do programa busca o avanço da produção agrícola e pecuária no Brasil. 

Além disso, é crucial destacar que, assim como acontece no crédito de custeio, o crédito de investimento também tem subdivisões. Essas subdivisões geram linhas de crédito específicas, que serão úteis para diversas situações e contextos diferentes, atendendo as necessidades dos produtores rurais brasileiros. 

Pronamp investimento e Programa ABC 

Ao buscar como funciona o Plano Safra, é preciso conhecer mais a fundo as subdivisões e possibilidades do crédito de investimento. Sendo assim, você saberá qual linha de crédito optar para a sua situação em específico. 

Dessa maneira, o Pronamp investimento se destaca por seu objetivo de impulsionar o turismo rural. Portanto, nessa linha de crédito você encontrará as características do Pronamp, mas voltadas para o crédito de investimento. 

Além do turismo rural, com essa linha de crédito você consegue investir na modernização da propriedade, potencializando assim a atividade rural e gerando novos empregos no campo.

Por sua vez, o Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura (Programa ABC) é muito procurado. Dessa forma, como o próprio nome já diz, é um programa com o objetivo de reduzir a emissão de gases de efeito estufa na atividade agrícola. Para a redução acontecer, é necessário aderir tecnologias de baixa emissão de carbono, além de buscar por práticas agrícolas sustentáveis. 

Desse modo, o programa busca oferecer o financiamento para que os produtores rurais busquem por práticas e tecnologias sustentáveis, como: a agricultura de baixo carbono, recuperação de pastagens degradadas, etc. 

Portanto, o principal objetivo do Programa ABC é contribuir para uma agricultura que seja mais sustentável, e para isso é necessário reduzir as emissões de gases de efeito estufa que ocorrem na produção rural brasileira. 

INOVAGRO e MODERAGRO – Como funciona o Plano Safra

O crédito de investimento possui diversas subdivisões e é preciso conhecê-las para saber como funciona o Plano Safra. Dessa forma, as subdivisões irão funcionar como linhas de crédito específicas para as necessidades dos produtores rurais. 

Sendo assim, o Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (INOVAGRO) procura oferecer linhas de crédito para que o produtor rural possa inovar em sua produção ou propriedade.

Desse modo, essas linhas de crédito em condições especiais permitem que você adquira novas máquinas e equipamentos, softwares de gestão, consultoria técnica e sistemas de irrigação.

Além disso, vale destacar que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é o responsável pelos recursos do INOVAGRO. Dessa maneira, os recursos são destinados através do programa para produtores rurais, empresas agroindustriais e cooperativas. No portal do BNDES você encontrará várias linhas de crédito para a sua produção agrícola ou negócio (https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home).

Para mais, o MODERAGRO (Programa de Modernização da Agricultura e Conservação de Recursos Naturais) é uma linha de crédito para investir na modernização da agricultura, proteção e recuperação de matas ciliares, conservação de solos e águas e também ao manejo de resíduos orgânicos e inorgânicos. 

Dessa forma, o MODERAGRO poderá ser de grande utilidade em projetos como a construção de estruturas para tratamentos de resíduos. Além disso, também poderá financiar a instalação de sistemas de irrigação que sejam mais eficientes e a implementação de sistemas que tenham como função o manejo integrado de pragas e doenças. 

PCA e MODERFROTA – Como funciona o Plano Safra

Conhecer todas as subdivisões do crédito de investimento não é uma tarefa fácil, mas é de grande importância. Dessa forma, você conseguiria entender mais profundamente como funciona o Plano Safra.

Sendo assim, o PCA é a sigla oficial do Programa para a Construção e Ampliação de Armazéns, e o nome já diz tudo. Desse modo, o PCA tem como principal objetivo incentivar a construção e ampliação de armazéns em propriedades rurais. 

Dessa maneira, ao construir ou ampliar novos armazéns, o produtor rural poderá armazenar e conservar melhor seus produtos agrícolas. Além disso, será possível aumentar a capacidade de comercialização de sua produção. 

Por sua vez, o Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (MODERFROTA) se destaca por ser um incentivo a modernização de máquinas agrícolas. 

Portanto, ao utilizar esta linha de crédito o produtor rural poderá investir na compra de máquinas agrícolas modernas. Com máquinas mais modernas e eficientes, será possível reduzir os custos da produção, além de aumentar a produtividade. 

PROIRRIGA e PRORENOVA

Por fim, as subdivisões do crédito de investimento são pensadas para o desenvolvimento da atividade agrícola no Brasil. Sendo assim, aquele produtor rural que sabem como funciona o Plano Safra poderá explorar suas possibilidades de linhas de crédito.

Dessa maneira, o PROIRRIGA (sigla para Programa de Financiamento à Agricultura Irrigada e ao Cultivo Protegido) tem como objetivo oferecer crédito para que os produtores rurais invistam em infraestruturas de irrigação e em estruturas de proteção de culturas. 

Sendo assim, através do PROIRRIGA você poderá investir em equipamentos como sistemas de irrigação e bombas de água. Para mais, telhados e estufas também entram nessa linha de crédito. 

Por fim, o PRORENOVA – Rural e Industrial é o Programa de Apoio à Renovação e Implantação de Novos Canaviais. Dessa forma, esta linha de crédito visa  incentivar a renovação, além da implantação de novos canaviais. 

Desse modo, um dos objetivos do PRORENOVA é aumentar a competitividade e produtividade no setor sucroenergético. Portanto, essa linha de crédito permite que você adquira insumos, mudas, equipamentos e máquinas para fazer a implementação ou renovação de canaviais. Para mais, você também pode conseguir investimento para a construção de infraestruturas de irrigação e drenagem. 

Conclusão sobre como funciona o Plano Safra

Agora você sabe como funciona o Plano Safra e quais são suas principais características. Dessa maneira, não terá dificuldades em decidir entre crédito de custeio e crédito de investimento. 

Sendo assim o Plano Safra foi criado em 2003 com o objetivo de financiar a atividade agrícola e pecuária no Brasil. Para mais, o programa tem como principal foco os produtores rurais de pequeno porte, mas todos os produtos podem participar. 

Esse programa criado pelo Governo Federal é o principal do país quando o assunto é o financiamento da produção agrícola. Dessa maneira, ele oferece: crédito rural, seguro da produção, garantia de preços e muito mais. 

Para mais, o Plano Safra oferece prazo estendido de pagamento que poderá chegar a até 36 meses, além de taxa de juros de 5% para agricultores de pequeno porte e entre 8% e 12% para os produtores de médio e grande porte. 

Por fim, se você quer saber como funciona o Plano Safra, é essencial conhecer o Pronamp e o Pronaf. Sendo assim, o Pronaf tem foco no produtor rural de pequeno porte. Enquanto isso, o foco Pronamp são os produtores de médio e grande porte.

Existem dois tipos de crédito do Plano Safra: o crédito de custeio e o de investimento. O primeiro é usado para o financiamento dos custos da atividade agrícola, enquanto o segundo tem foco nos investimentos na propriedade e produção rural. Ambos possuem subdivisões nas linhas de crédito que oferecem e você precisa conhecê-las!

Dessa forma, o Plano Safra oferece oportunidades incríveis para os produtores rurais de todos os portes. Portanto, conhecer todos os detalhes sobre o funcionamento do programa é super importante!

Rolar para cima
Pesquisar

INSCREVA-SE

Faca como mais de 35 mil brasileiros que já conseguiram sua recomendação pelo oedital, e receba sua oferta!

Navegue

Siga-nos

Ao continuar navegando, você concorda com nossos Termos de Uso e Polí­tica de Privacidade.