domingo, julho 14, 2024

Visto de Trabalho Nova Zelândia: Como Planejar Sua Viagem 

Visto de Trabalho Nova Zelândia

Saiba como funciona o visto de trabalho na Nova Zelândia e planeje sua viagem com mais tranquilidade. 

Muitas pessoas que moram no Brasil podem ir para Nova Zelândia a trabalho, porém é necessário ter o visto de trabalho. Informe-se antes de sair do Brasil. É interessante, conhecer um pouco mais sobre o país que pretende trabalhar, indicamos para aqueles que querem morar fora se informarem a respeito do custo de vida e outros detalhes para realizar um planejamento mais tranquilo. 

Obter o visto é uma das principais dúvidas dos estrangeiros. Sobretudo, à procura por vagas de emprego na Nova Zelândia é constante entre os brasileiros, confira! 

É preciso se preparar e atualizar todos os documentos que utilizará na hora do processo. Então, sua busca por emprego fora do Brasil, é na Nova Zelândia? Confira como é simples o processo. Veja tudo o que precisa para ter o visto de trabalho!  

Visto de trabalho na Nova Zelândia

Ir para Nova a Zelândia a trabalho tem todo um processo. Entretanto, é necessário obter o visto, antes de sair do Brasil. Como já falamos no decorrer do artigo o visto é primordial. Muitos estrangeiros que estão a passeio, acabam tendo grandes problemas, por utilizarem o visto de turismo e trabalharem no país. Aconselhamos que não faça isso, uma vez que é ilegal. Contudo, leia esse artigo até o final, para entender como funciona o processo do visto de trabalho na Nova Zelândia. 

Primeiramente, entenda como o visto pode ser solicitado. Basta que você obtenha a oferta de trabalho e assim o empregador solicita o visto através do Departamento de Imigração da Nova Zelândia. Sobretudo essa autorização ocorre a partir do empregador que oferece a vaga para o brasileiro.

O primeiro passo para se conseguir o visto de trabalho na Nova Zelândia, é procurar a vaga de emprego. Existem diversos sites no mercado, grandes auxiliadores dos estrangeiros que estão em busca de emprego na Nova Zelândia. 

Confira alguns deles abaixo: 

Como empregar imigrantes na Nova Zelândia 

Visto de Trabalho Nova Zelândia
Visto de Trabalhar na Nova Zelândia: — Imagem: Julia/oedital

É importante entender alguns detalhes sobre as fases que terá que passar ao buscar vagas de emprego na Nova Zelândia. Para empregar o estrangeiro, existem algumas opções de vistos disponíveis. Através disso o empregador ajuda este imigrante.

Então, proponho entendermos quais são tipos de visto de trabalho de um empregador credenciado e outras opções para que assim o estrangeiro possa ser contratado. 

A contratação de trabalhadores estrangeiros na Nova Zelândia é de grande volume. Embora, seja necessário o visto, devemos também entender custo de vida, salário e como se estabelecer no país. 

Sobretudo, é muito importante trabalhar legalmente no país, para não ser deportado. 

Tipo de vistos para trabalhar na Nova Zelândia 

1. Visto de trabalho de empregador credenciado 

O visto de empregador credenciado consiste na empresa que opera credenciada. Está empresa tem a finalidade de oferecer o “visto de trabalho de empregador credenciado”. Com isso, a empresa deve contratar o estrangeiro por até 3 anos. 

É importante entender que, neste caso, o “visto de trabalho de empregador credenciado”, tem o intuito de trazer trabalhadores para vagas, no qual os nativos da Nova Zelândia não estão ocupando. 

Isto é, o empregador contrata o estrangeiro com o dever de pagar, pelo menos, o salário médio da Nova Zelândia. Sobretudo, é necessário, também, entender que a vaga deve estar na lista de isenção, ou seja, quando não tem neozelandeses adequados para essa vaga de trabalho.

Em resumo, o “visto de trabalho de empreendedor credenciado” oferece vagas, em que não haja  demanda de trabalho do neozelandês. É por isso, que se contrata pessoas que moram em outros países, os estrangeiros. É uma ótima oportunidade para ter acesso a vagas de trabalho na Nova Zelândia, por até 3 anos com o salário médio. 

Atenção: É importante cumprir as leis de imigração e as leis trabalhistas do país. Ao empregador é necessário empregar o estrangeiro, portador de visto válido, pois este assume a responsabilidade conforme as leis trabalhistas e leis de imigração na Nova Zelândia. 

Essas leis, são estatutos de imigração que o trabalhador deve entender para ter condições de trabalho fora do Brasil. Para saber mais, acesse o site New Zealand Immigration.  

Processo para obter o visto 

Antes de tudo, entenderemos como é o processo para que você selecione um visto de trabalho na Nova Zelândia. 

  1. Primeiramente, acesse o site que indicamos logo acima — a New Zealand Immigration. 
  2. Em seguida, explore quais são os vistos existentes, para você que quer trabalhar. Vá até a opção “explorar e selecionar o visto”
  3. Em seguida, selecione o visto de trabalho. 
  4. Preencha, se já tem ou não, a oferta de trabalho para o visto e continue. 
  5. Digite de qual país você é.
  6. Digite sua idade 

Depois de toda essa etapa você terá que comparar quais vistos você quer. 

Confira as opções:

  • Care Workforce trabalho para residência. 
  • Visto de Residente da categoria de imigrante qualificado.
  • Visto direto para residência.
  • Transporte trabalho para visto de residência.
  • Trabalho para visto de residência.
  • Visto de trabalho de empregador credenciado.
  • Pessoas que concluíram a sua qualificação aceitável Nova Zelândia com o visto de trabalho pós-estudo.
  •  Residência permanente de impacto global.
  •  Visto de trabalho para talentos “artes, cultura e esportes”.
  •  Visto de trabalho de finalidade específica. 

Pois bem, agora que chegou até aqui, é só continuar o processo. A partir de agora terá uma tabela com todas as especificações e critérios para o visto que escolheu. Como escolheu de duas a três opções, terá todos os detalhes e informações que precisa para decidir qual visto é melhor para sua situação. 

Como já citamos acima, o “visto de trabalho de empregador credenciado” te dará até 3 anos, com remuneração média e oferta de trabalho com base na vaga em aberto para imigrante. Então, decida quais dos vistos é o melhor para você. 

Prepare-se 

É importante se informar sobre a solicitação do visto de trabalho.  Primeiramente, dependendo do visto, precisa efetuar uma inscrição no site. Como já vimos, no caso do “visto de trabalho empregador credenciado”, é preciso ter a oferta da vaga de trabalho. Lembrando que o empregador que o solicita. 

Contudo, já prepare os documentos, faça a inscrição e se for o caso, solicitado o visto online. 

No entanto, seja qual for o planejamento para sua viagem para Nova Zelândia, é crucial ter os documentos de identificação em mãos, quando chegar no país. É importante também, estar saudável. Então, terá que apresentar exames médicos. 

Saiba que para alguns visto terá a exigência de falar e entender o inglês. Sendo assim, terá que fazer testes aceitáveis na Nova Zelândia, para demostrar seu histórico na língua inglesa. 

Além disso, o estrangeiro terá que comprovar as suas qualificações, experiência de trabalho e níveis de habilidade. Sem contar, que terá que apresentar o registro necessário para o visto de trabalho. Com isso terá todos os direitos garantidos de um trabalhador estrangeiro.

Documentos 

  • Formulário Work Visa Application – INZ1015 preenchido e assinado pelo futuro funcionário;
  • Foto recente (3×4 ou 5×7);
  • Passaporte;
  • Formulário Employer Supplementary Form-Work Visa Application preenchido e assinado pelo empregador;
  • Vaga de trabalho oferecida pelo Empregador;
  • Contrato de trabalho;
  • Aprovação da Imigração da Nova Zelândia permitindo que o empregador contrate o funcionário, ou se possível evidência de que o empregador anunciou a vaga ao estrangeiro;
  • Certificado de qualificação para a posição na Nova Zelândia (Diploma e Curriculum Vitae);
  • Cópia da passagem aérea (ida e volta);
  • Taxa da aplicação USD 356 – consulte a atualizações no site da Imigração.

LEIA TAMBÉM: Vagas de emprego na Nova Zelândia: Saiba como conseguir a sua

Rolar para cima
Pesquisar

Navegue

Siga-nos

Ao continuar navegando, você concorda com nossos Termos de Uso e Polí­tica de Privacidade.