terça-feira, junho 18, 2024

Crash no Limite premiado na categoria de melhor filme

Tensões raciais envolvendo personagens de diversas origens éticas na cidade de Los Angeles no filme Crash no Limite.

Crash no Limite é um dos filmes indicados para temas escolares e estudantes com foco no vestibular. O enredo ganhou Oscar de melhor filme em 2005 e conta com um tema envolvendo preconceito racial, preconceito de classes e poder policial.

Crash no limite resumo

O filme Crash é uma história baseada em aspectos de intolerância religiosa, racista e as condições sociais de seus personagens. Através da perspectiva narrada no filme do diretor Paul Haggs, somos transportados ao cotidiano de personagens preconceituosos e com posicionamento defensivos uns com os outros, tento em vista atos intolerantes de discriminação.

No entanto, podemos ver nesse filme a reflexão do por que essas ações preconceituosas acontecem e o que elas proporcionam nas pessoas. Crash no limite é uma cadeia de acontecimentos que ultrapassam o senso da ação social e seus processos. Existem cenas de condutas totalmente imprevisíveis  que por sua vez são absurdas aos olhos da tolerância.

Personagens

Crash no Limite personagens.
Imagem: Divulgação.

A princípio temos a personagem Jean Cabot, vivida por Sandra Bullock. Uma mulher rica moradora de um bairro de classe alta na cidade da Califórnia. Além disso, é casada com o promotor de justiça bastante famoso. Uma vez que acontece um assalto, onde dois assaltantes negros roubam o carro luxuoso da madame e acabam se envolvendo em um acidente durante o percurso.

Inesperadamente esse acidente gera a aproximação de outros personagens, estes de mundos completamente diferentes, bem como etnias e classes sociais. A partir disso, você conhece um policial racista, um detetive negro, seu irmão traficante de drogas, um imigrante iraniano e sua filha e um diretor de sucesso com sua esposa.

Consequentemente esse encontros fazem que os personagens tenham uma expansão de sua consciência identificando assim qual é verdadeiramente seu papel na sociedade. O tema do filme Crash no limite vai além de preconceito racial, porém segue argumentos étnicos de latinos, muçulmanos, negros, brancos, inclusive sobre sua classe social.

Crash no limite ponto de partida

O filme aborda principalmente situações de intolerância, com o intuito de causar em seu espectador uma visão ampla desse tema através do cotidiano dos personagens. Em primeiro lugar temos dois jovens que sofrem discriminação ao serem excluídos no atendimento em um restaurante.

Imagem: divulgação.

O que mais chama a atenção nessa parte do filme são os personagem que fazem essa distinção, no entanto, estes têm a mesma cor de pele desses dois jovens. Contudo, procuram não atendê-los por serem negros, o que na opinião dos funcionários “negros não dão gorjetas”.

Em seguida sentindo- se desconfortáveis ficam revoltados com a situação e sem do estabelecimento. Logo fazem um assalto à mão-armada e roubam o carro de Jean Cabot . É aqui que o enredo de Crash no Limite começa a se entrelaçar. O julgamento de uma sociedade que coexiste entre o preconceito, a desigualdade e a justiça social.

Crítica

Haggis, por sua vez, fez um trabalho imperdível com um roteiro um tanto consciente, dando entrelaçamento a todos os personagens. Ao termino do filme estamos sufocados tendo uma visão de mundo diferente. A partir disso, começamos a nós colocar no lugar de cada personagem fazendo nosso próprio questionamento sobre qual seriam nossas escolhas, caso a história fosse real.

Critica de Andrew Sarris

De acordo com Andrew Sarris – critico de cinema, a temática de Crash no Limite é sustentada por julgamentos, uma vez que o roteiro é grandioso em termos de preconceitos étnicos vivenciados no enredo. Podemos identificar na cena do restaurante, por exemplo, que os dois garotos passam por preconceito.

Essa exclusão é gerada por um tipo de preconceito que está enraizado na sociedade, visto que os personagens que trabalham no local são da mesma cor que esses dois garotos. Portanto, seria plausível se colocarem em uma situação inversa em que fizessem justiça perante o preconceito e a exclusão.

O tema de racismo é bastante proeminente em Crash, todavia, tratado de várias formas em uma sociedade intolerante. O preconceito é basicamente visualizado através de meros cotidianos envolvendo toda a narrativa. Um filme ousado que com naturalidade expõe comportamentos de ódio e o medo, bem como a consciência que alguns personagens chegam ao final do enredo.

Conclusão

Surpreenda-se com atuações belíssimas de Sandra Bullock e Brendan Fraser além de outros grandes do cinema norte-americano. Embora seja um assunto recorrente, você vai se surpreender ao sentir na pele a reflexão em torno das situações vivenciadas por cada personagem.

Gostou? Esperamos que sim! Segue o resumo e critica de mais um filme que pode ser trabalhado em sala de aula. Siga-nos nas redes sociais (Facebook e Instagram) para ficar por dentro de todas as novidades.

Veja o trailer

Rolar para cima
Pesquisar

Navegue

Siga-nos

Ao continuar navegando, você concorda com nossos Termos de Uso e Polí­tica de Privacidade.