terça-feira, junho 18, 2024

Formação Acadêmica No Currículo: Como fazer?

Formação Acadêmica No Currículo

Como incluir um curso e a formação acadêmica no currículo de maneira muito específica para chamar a atenção daqueles que irão recrutá-lo e desejam comprovar suas experiências e competências?

Devemos mencionar, como objetivo profissional, nossas experiências ao elaborar um currículo. Sobretudo, ao chegar o momento de inserir a formação acadêmica, muitas pessoas não sabem exatamente o que fazer. Sendo assim, é importante ter as melhores dicas para trabalhar com essa perspectiva e conseguir destacar sua formação de maneira a chamar a atenção daqueles que irão ler o seu currículo.

Elaboramos um guia bastante detalhado para que você compreenda como organizar o seu currículo e incluir a formação acadêmica sem qualquer problema. Continue a leitura e veja todas as nossas dicas.

O que é formação acadêmica no currículo?

Formação Acadêmica No Currículo
Formação Acadêmica No Currículo, como fazer? (Imagem: Reprodução)

Em primeiro lugar, vamos entender o que é formação acadêmica e qual a parte que você pode incluir no currículo. A formação acadêmica no currículo é uma seção especial em que você disponibilizará informações sobre cursos de longa duração, aqueles com mais de 100 horas. Portanto, é importante incluir:

  • Especializações, como pós-graduação, MBA, mestrado e doutorado;
  • Ensino técnico;
  • Ensino médio e fundamental;
  • Graduação.

A partir daí, você deve listar em seu currículo e ainda alinhar alguns objetivos profissionais. Contudo, terá uma maneira específica de mencionar o curso técnico que você realizou. E não podemos esquecer que não adianta mencionar cursos feitos na adolescência que não tenham relação direta com as prerrogativas do cargo requisitado pela oportunidade de trabalho que está buscando.

Procure então utilizar a formação profissional com o objetivo de dar certa exclusividade aos conhecimentos que o candidato possui na área em que trabalha ou pretende trabalhar. Além disso, destaque também os interesses profissionais que você possui. Embora preencher os campos corretamente do seu currículo seja simples, ao seguir nossas dicas, você perceberá que o processo seletivo, ao ler um currículo antes de chamar para entrevista, está em busca de um diferencial.

Quando chegar à seção de formação acadêmica, coloque-a sempre após a experiência de trabalho. Neste caso, tente posicioná-la antes das habilidades e competências, para o currículo ficar completo e evidencie o que você já vivenciou em sua vida acadêmica. Sobretudo, as empresas sabem o quanto essa parte do currículo é importante, uma vez que será crucial você destacar sua capacitação para garantir uma convocação para a entrevista.

O que colocar em formação no currículo?

Pois bem, como você pode estruturar as informações no seu currículo? Saiba que isso é muito importante para garantir que o seu currículo seja um documento estratégico capaz de chamar a atenção da empresa.

Primeiramente, pegue os dados principais e insira no seu currículo, tais como o nome da instituição, o nome do curso, o nível de formação, e o mês e ano de conclusão do curso. Esses são pontos cruciais na elaboração do seu currículo, especialmente na seção de formação acadêmica.

Ao apresentar essa lista de informações, você proporciona ao recrutador acesso direto à sua formação sem muitos detalhes desnecessários. Organize os tópicos de forma clara e isso facilitará ainda mais o trabalho da empresa. É importante enfatizar o quão crucial é detalhar o curso que você realizou e a qualificação obtida. Além disso, certifique-se de que sua lista esteja em ordem cronológica, ou seja, coloque o curso mais recente no topo.

Segue as dicas para não errar 

Existem algumas dicas importantes para evitar erros ao incluir a formação acadêmica no currículo. Sobretudo, há coisas que não devem ser colocadas nessa seção. Dependendo do curso, este não é o espaço adequado para inserir a formação acadêmica, como é o caso, por exemplo, de cursos de curta duração, aqueles com menos de 100 horas, cursos de informática e cursos de idiomas. 

Portanto, você deve incluir apenas os cursos mais extensos, relacionados à sua formação, evitando adicionar esse tipo de informação nesta parte do currículo. Os cursos curtos de idiomas e outros, como mencionado anteriormente, devem ser incluídos na seção de informações adicionais.

Chegou a hora de saber como colocar as informações certas no seu currículo acadêmico, a formação e outros detalhes. Então mostraremos um passo a passo para que você não é e tenha a chance de conseguir a vaga. 

Preencha a formação acadêmica no currículo

1. Ordem dos cursos 

A princípio, você terá que listar os cursos seguindo a ordem cronológica decrescente. Sobretudo, não esqueça de começar sempre pelo mais recente e seguir até o mais antigo. Organizando dessa forma, torna-se tudo mais visível, e a sua proficiência em conhecimentos técnicos fica bem destacada e esquematizada. É importante incluir a área de atuação nos conhecimentos técnicos que possui.

Ao considerar a linha do tempo, é interessante estabelecer uma ordem que destaque a relevância e mostre o nível de escolaridade. Um profissional que possivelmente está mudando de área pode iniciar com a nova graduação, em seguida, adicionar o curso de pós-graduação já concluído na área desejada.

2. Informações básicas de cada formação 

É importante que o recrutador conheça sua trajetória. Para isso, informe o nome do curso, o nome da instituição e o ano de conclusão. Em geral, isso facilitará ainda mais a visualização do seu currículo, fornecendo os dados básicos de cada formação. Não se esqueça de mencionar a cidade em que você estudou e incluir informações específicas para cada instituição ou curso que realizou.

O recrutador precisa ter uma noção da sua jornada. Então, compartilhe o nome do curso, da instituição e o ano em que concluiu. Em linhas gerais, isso deixará o seu currículo mais claro, apresentando as informações essenciais de cada formação. Ah, não se esqueça de indicar a cidade onde estudou e de incluir detalhes específicos para cada instituição ou curso que fez.

3. Como colocar faculdade em andamento no currículo

Os profissionais preferem fazer essas perguntas na hora de redigir o currículo. Sendo assim, uma faculdade em andamento, ou mesmo após graduação que talvez você não tenha terminado, pode, sim, ter pontos positivos na hora de colocar em seu currículo. Embora pareça que essas informações não são relevantes, é importante incluí-las na hora de colocar a formação, seja o curso que está cursando ou aquele que não finalizou ainda.

Caso você tenha trancado ou interrompido algum curso, é importante analisar se vale a pena ou não inserir esses dados em seu currículo. Mas tome cuidado para que essa informação seja clara.

Segue um exemplo:

Formação

  • Técnico em Direito – UniFSP – Avaré – Jan/2009 a Dez/2010
  • Ensino Médio – Escola Estadual Caetano de Campos – São Paulo – Jan/2005 a Dez/2008

Encontre modelos de currículos grátis para melhorar ainda mais seu desempenho na hora de fazer o seu.

Conclusão 

Conseguiu entender como você pode colocar e deixar muito visual seu currículo a partir da sua formação. Sendo assim, basta que você tenha acesso a essas dicas para que você possa construir um currículo com formação acadêmica perfeito. Existem alguns exemplos em que podem ser úteis, para que você consiga fazer o seu currículo de maneira excelente. Aproveite para ver e aprender a identificar erros na elaboração do TCC.

Rolar para cima
Pesquisar

Navegue

Siga-nos

Ao continuar navegando, você concorda com nossos Termos de Uso e Polí­tica de Privacidade.