sábado, junho 22, 2024

Como fazer o imposto de renda: Guia Completo

Como fazer o imposto de renda

Aprenda como fazer a declaração do imposto de renda em nosso passo a passo para não cair na malha fina da Receita federal.

Chegou à hora de fazer o imposto de renda, mas você ainda não sabe como é efetuado os cálculos? Foi pensando nisso que desenvolvemos este artigo. Um guia completo para aprender, de uma vez por todas, como não caia na malha fina da Receita e ter dores de cabeça com esse assunto novamente.

O imposto de renda para 2023 começa no dia 15 de março e vai até dia 31 de maio. No entanto, muitas pessoas sofrem antecipadamente, pois não sabem como fazer o cálculo IR.

É esta a sua situação também?

Então que leia essa matéria com atenção! Preparamos um artigo completo onde aprenderá a declarar o imposto de renda através de nosso passo a passo — tudo simples e sem nenhuma complicação. Confira!

Quais as novas regras do importo de renda?

Hoje ajudemos você está precisando fazer o importo de renda e não quer ter dor de cabeça em 2023. Contudo, fizermos com todo o carinho um guia completo sobre este assunto. O imposto de renda 2023 tem isenção diferenciada.

Conforme o Governo Federal, há uma modificação de faixa na tabela para o ano de 2023. Sobretudo, uma notícia interessante para mais de 13,7 milhões de contribuintes. Isto porque, a faixa de isenção subirá para R$2.112.

Anteriormente a faixa de isenção estava no valor de R$ 1903,98. Sendo assim, quem ganha até R$ 2.640,00 não pagará IR. Mas, caso você não esteja com este mérito, aprendo aqui em nosso passo a passo como fazer a declaração do imposto de renda sem complicação.

Antes de tudo, entenda como é feito o cálculo:

Funciona da seguinte maneira, os contribuintes que ganham até dois salários mínimos não pagam Imposto de Renda, por conta das medidas:

  • Atualização imediata da faixa de isenção para R$ 2.112
  • Dedução simplificada mensal no valor de R$ 528

Com isso, o trabalhador com salário de até R$ 2.640 não pagará IR.

Quem é obrigado a declarar o imposto de renda e como fazer?

Como fazer o imposto de renda
Página da receita federal para fazer o importo de renda — Foto: Reprodução/Maju Rodrigues

Existem contribuintes, os quais são obrigados a declarar o imposto de renda, ou seja, principalmente aqueles que têm recebimentos tributários acima de R$ 28559,70. Sobretudo, incluem também assalariados, aposentados e pensionistas.

  • Contribuintes que receberam isenção não tributável ou tributáveis de Fontes com indenização trabalhistas, caderneta de poupança e doações com valor superior a R$ 40.000.
  • Aqueles que obtiveram ganhos de vendas de bens ou direitos sujeitos incidência de imposto de renda — imóveis vendidos com lucro.
  • Contribuintes que, no ano anterior, tiveram a receita bruta no valor superior a R$ 142798,50 em atividade rural.
  • Contribuintes, que anterior, tiveram a posse ou a propriedade de bens, ou direitos, inclusive terra nua de volte com valor superior a 300 mil reais.
  • É aqueles que passaram a condição de residente no Brasil em qualquer mês permaneceu até o fim do ano anterior a declaração.

Quem tem direito a isenção e não precisam fazer o imposto de renda?

Receita federal estipula haver pessoas automaticamente isentos ao imposto de renda ao efetuar a declaração, não pessoas que tiveram rendimento abaixo de 28559,70 BRL no ano anterior a declaração.

É importante também ressaltar que existem outras pessoas que também têm o direito a isenção de renda que são:

  • Aposentados e pensionistas com mais de 65 anos com renda mensal inferior a R$ 3807, 96 que obtiveram esse ganho no ano anterior a declaração.
  • As pessoas com doenças graves, incluindo os portadores de HIV, alienação mental, cardiopatia grave, cegueira, esclerose múltipla e mais 11 patologias escritas no site da receita federal — patologias mediante ao laudo pericial.
  • Contribuintes com rendimento relativo à aposentadoria, pensão ou reforma.

Passo a passo de como declarar o importo de renda

Agora vamos ao processo para fazer sua declaração de imposto de renda, hoje fizemos um guia completo com o passo a passo disponibilizado em nosso artigo para que você não tenha nenhuma dificuldade. É necessário que você tenha em mãos todos os documentos que daqui a pouco vamos descrevendo, afinal, é importante não ter erros. Confira agora como é feito o cálculo do imposto de renda para este ano.

1º Passo — Documentos

Antes da declaração do imposto de renda é necessário que você organize todos os seus documentos para preencher com atenção o formulário.

Os principais documentos são:

  • RG.
  • CPF.
  • Título de eleitor.
  • Comprovante de residência.
  • Cópia da declaração de IR do ano anterior.
  • CPF dos dependentes incluindo das crianças.
  • Informativo de rendimentos que tenham as fontes pagadoras de salário, agentes financeiros, corretoras etc.
  • Cópias de recibos de notas fiscais (autônomos)
  • Extrato do INSS.
  • Informativos de pagamento de contribuições a entidades de previdência privada (CNPJ da entidade).
  • Recibos de procedimento médicos e odontológicos com CNPJ do local.
  • Comprovante de rendimento e pagamento de aluguéis – deposito bancário.
  • Documento de rescisão de trabalho com valores individualizado de salário – FGTS, férias e 13º salário.
  • Comprovante de compras e venda de bens.
  • Documento para rendimentos diversos tais como pensão alimentícia, doação, herança etc. recebida no ano.

2º Passo — acesse o Programa IRPF da Receita Federal

Caso você tenha procure o arquivo no seu computador uma versão impressa, coisa assim você pode facilitar ainda mais utilizando a declaração para realizar a atual especialmente a respeito das relações dos bens.

Caso seja a primeira vez é importante que você acesse o programa IRPF para disponibilizar o download da sua primeira declaração.

Para fazer o download é muito simples, ao acessar o site IRPF é só clicar em “download do programa”. Em seguida, escolha o dispositivo que quer baixar o arquivo.

O arquivo está disponível para diversas plataformas como MAC, Windows, Linux, Solaris e para aplicativos iOS e Android.

LEIA TAMBÉM: Como Aumentar a Renda em tempos de crise

3º Passo — Tipo de declaração

Acessou a plataforma é preciso iniciar o preenchimento dos dados e documentos, mas para isso é necessário que escolha a opção correta.

1. Criar Nova Declaração — está serve para aqueles que estão fazendo o importo de renda pela primeira vez. Além disso, serve também para quem quer iniciar uma nova do zero.

2. Importar Dados do IRPF — selecione esta opção caso queira aproveitar os dados parciais e integrais de declarações anteriores.

3. Importar Declaração Pré-Preenchida — aqui é possível retomar o preenchimento de uma declaração anterior, uma vez que pode ser preenchida em etapas, pode não conseguir finalizar e retomar mais tarde ou outro dia.

Atenção: Agora que já escolheu o tipo adequado a sua situação, preencha os campos com seus dados pessoais: nome completo, CPF, Título de eleitor e prossiga.

4º Passo – Declaração Simplificada ou Completa

É necessário também escolher em declaração simplificada ou completa na hora do preenchimento. À medida que você vai preenchendo a declaração do imposto de renda o próprio programa dá a melhor opção, ou seja, a mais interessante para a sua declaração.

Sendo assim, as pessoas que não possui dependente nem tão pouco tem despesas, passam a ser deduzidas no imposto de renda com a declaração simplificada. Sobretudo, por essa ser a mais indicada, nesse caso com desconto padrão de 20% do caçulo do imposto.

5º Passo – Preenchimento dos campos

É importante informar seus dados na hora do preenchimento o que você precisa prestar atenção para que não tenha é os dados pessoais, lista de dependentes, rendimentos tributáveis, rendimentos isentos e não tributáveis e pagamento situações.

Errei o que fazer?

Errou em sua declaração e já enviou, é só entrar no programa selecionar a declaração enviada comendo informar o número do recibo e corrigir. O programa oferece esse serviço.

É solicitado os dados bancários para receber a sua restituição do imposto de renda se for o caso. Museus no preenchimento ou ausência de dados são erros comuns que podem acontecer durante a sua declaração do imposto de renda, então não se preocupe.

Por esse motivo a receita federal permite a retificação das informações. Basta que você acesse o programa IRPF escolha a opção declaração retificadora. Com isso você pode ficar tranquilo mesmo com os erros aparentes podem ser solucionados na hora.

Rolar para cima
Pesquisar

Navegue

Siga-nos

Ao continuar navegando, você concorda com nossos Termos de Uso e Polí­tica de Privacidade.