terça-feira, junho 18, 2024

Pegadinhas de concursos públicos saiba como não cair nelas

Pegadinhas de concursos públicos

Descubra como se livrar das pegadinhas em concursos públicos

O primeiro passo para fazer uma boa prova é saber a matéria e ter o conteúdo em mente. Portanto, estudar é a única maneira de conseguir alcançar as melhores colocações em qualquer concurso. No entanto, as pegadinhas são as maiores preocupações dos candidatos, via de regra elas enganam até os mais estudiosos. As pegadinhas confundem bastante a mente de todos que estudam para concursos públicos, trazendo decepção após o resultado. Então, separamos algumas dicas para não cair em pegadinhas em concursos, fique conosco!

O que são as pegadinhas?

As pegadinhas estão em quase todos os concurso públicos, sobretudo, foram criadas, para complicar um pouco mais o conteúdo das provas. As bancas formulam questões/pegadinhas para determinar e selecionar as pessoas mais atentas e habilidosas em relação ao conteúdo. Alcançar a aprovação não é tão difícil, no entanto, é preciso estudar. O grande problema está nas famosas pegadinhas que atrapalham muito o desenrolar das questões.

Como não cair nas pegadinhas de concursos públicos?

Ser aprovado requer estudo e muita paciência, mas para passar por todas as etapas, incluindo saber onde estão as pegadinhas é necessárias algumas dicas infalíveis. Por isso, devemos ter noções básicas de como funcionam as tais pegadinhas e claro, ficar atento. Dessa maneira conseguimos nos livrar delas e fazer a prova com desempenho melhor.

Apostila Língua Portuguesa para Concursos Públicos

1. Conheça bem a banca organizadora da prova

Estudar depende também de conhecer o ambiente que estamos pisando. Por isso, devemos nos informar bem como cada banca trata sua prova. Através de pesquisarmos o conteúdo e como funciona o processo das questões lançadas para a prova, de acordo com cada banca organizadora. Isso o fará conhecer melhor onde costumam inserir as pegadinhas dentro da avaliação.

Pois bem, é bom saber que através dessa analise você conseguirá detectar, portanto, quando algo estiver confusona na avaliação do concurso. No mais, as bancas também soltam questões iguais ou aparentemente parecidas com as verdadeiras através de pegadinhas. Sendo assim, você estará ligado nas alterações de conteúdo e através disso saberá que àquilo é uma pegadinha.

Exemplificando

As bancas são diferenciadas, um exemplo disso é a banca Cebraspe.  Conhecida por ter uma prova em que a análise das questões é através de considerar a resposta que está certa ou errada. Portanto, não há alternativas, visto que você analisa as questões e marca certo ou errado. As pegadinhas podem estar escondidas em palavras, frases ou pronomes errados, dentro das respostas que terá que marcar certo ou errado.

2. Perceba a diferenças entre as bancas

A banca Vunesp, bem diferente da Cebraspe, organizam questões dissertativas e alternativas de respostas. Além disso, o candidato deve perceber se há pegadinha na questão ou nas alternativas. No caso da prova da Cebraspe, você deve perceber se a pegadinha pode estar no enunciado. Portanto, a analise da banca te fará perceber onde realmente deve focar para perceber onde estão as pegadinhas, uma vez que algumas bancas colocam as pegadinhas no título e outras dentro das alternativas. 

3. Treinar e memorizar

Após analisar a banca, devemos por em foco o Edital do concurso e ler com atenção todo o conteúdo. Com isso, forçamos o cérebro a aprender melhor e identificar quando algo estiver confuso, e assim perceber se é ou não uma pegadinha de concurso. É importante ler as frases corretamente para que assim não caia em armadilhas. Então, leia atentamente os enunciados que seguem com as questões. Geralmente, as bancas colocam um textão com várias informações “inúteis” que certamente pode te confundir.

4. Ler o enunciado com atenção

É importante prestar bastante atenção no enunciado, como por exemplo na parte de português, muitas vezes é a gramática que está com a pegadinha. Então não é necessário se aprofundar no assunto e sim ler com bastante atenção. Geralmente, o enunciado vem com um textão que serve, além de tudo, para cansar o candidato com o proposito de fazê-lo perder tempo em uma única questão. Portanto, leia com muita atenção o enunciado, perceba o que exatamente está pedindo o texto e só depois siga na leitura até chegar a resposta correta.

5. Encontre as informações importantes do texto na prova

Faça uma análise superficial do texto, logo após isso releia atentamente, como falamos acima. Isto é primordial para não cair nas famosas pegadinhas, pois muitos textos são complicados demais para que perca o foco no que o enunciado está pedindo. No entanto, o assunto é algo que não tem muito a ver com a questão e por isso acaba confundindo o candidato. Como já dissemos antes, serve somente para fazer com que você perca tempo. Grife as informações importantes, como uma analise e em seguida descubra qual a informação que define a questão.

Analise gramatical ou analise de sentido

Este é um dos pontos que mais pegam os candidatos na parte de português em provas de concursos públicos. Uma forma de melhor analisar as questões e levar você até a resposta correta. Geralmente, em uma questão gramatical existem uma resposta de sentido e outra de gramatica. Mas, sem que você perceba pode se confundir e marcar a alternativa de sentido e errar a resposta na prova.

Exemplificando

Certamente você já viu uma questão como seguinte enunciado: “No Brasil, existiram fatos que preocuparam as autoridades. Reescreva mantando o sentido original”. Daí a banca coloca as alternativas com as seguintes construções: “No Brasil houveram fatos que preocuparam as autoridades”. Ocorre que o candidato pensa a respeito dos verbos “Existir” e “haver”, claro que de fato tem o mesmo sentido. Mas, analise melhor, veja abaixo a explicação.

Regra gramatical:

Observe a regra gramatical: Sobretudo, há uma regra gramatical na frase que, além do sentido, ela deve ser respeitada. Neste caso por exemplo o verbo “haver” deve ser usado no singular. “No Brasil houve fatos que preocuparam as autoridades”. Caso o candidato não preste atenção nisso, pode vir a cair em uma pegadinha de sentido. Por isso é tão importante ler atentamente o enunciado. Sendo assim, preste atenção em o que ele está pedindo. Busque no título/enunciado de cada questão a verdadeira pergunta em primeiro lugar.

Estude as provas anteriores e as pegadinhas

Muitas provas trazem as mesmas pegadinhas, mudando apenas o enunciado da questão e suas alternativas. No entanto o sentindo é o mesmo, portanto faça download de provas anteriores, identifique as pegadinhas e lembre-se delas na próxima avaliação. No site segredos dos concursos você encontras algumas das mais famosas pegadinhas de concurso, vale a pena dar uma olhada!

Para valorizar ainda mais seus estudos veja como fazer uma tabela e aplique os métodos para conseguir resultados incríveis. Deixa um comentário, boa sorte!

Rolar para cima
Pesquisar

Navegue

Siga-nos

Ao continuar navegando, você concorda com nossos Termos de Uso e Polí­tica de Privacidade.