domingo, julho 14, 2024

Como fazer requerimento: Confira os modelos

Aprenda como fazer um requerimento, existe o simples e o complexo para ser usado em solicitações. Veja como fazer a estrutura, como escrever, dicas importantes para o texto e a diferença entre eles.

O requerimento serve para que você faça um pedido formal. Ele é necessário para solicitações em instituição e algumas empresa. É utilizado também para formalizar e realizar uma solicitação em algum órgão público. Muitas pessoas acham que fazer o requerimento só pode ser feito por um profissional jurídico. Mas isso não é verdade. Então, aprenda como fazer o requerimento você mesmo, seja pessoa jurídica ou pessoa física.

Para ajudar vocês nessa missão vamos falar um pouco sobre também para que tanto serve e apresentar modelos para que você consiga fazer sozinho.

 O que é um requerimento e para que serve?

O requerimento é um documento essencial para que você trate com formalidade algumas situações em que precisa solicitar algo. Sobretudo, é importante saber como fazer, uma vez que o requerimento é necessário em diversas ocasiões. Então, o primeiro passo é descobrir para que serve. E o mais importante, e o que de fato é um requerimento. É sobre isso que vamos falar hoje. O requerimento é, nada mais nada menos, do que uma um mecanismo oficial para solicitar algo, ou seja, requerer algo de a alguém.

Este documento, entretanto, te dará amparo judicial na hora de formular um pedido ou solicitação. É um texto técnico destinado a empresas e diversos lugares públicos em que se trata de assuntos sérios e diretos. Algo que muitos não sabem é que qualquer pessoa pode fazer o requerimento. Sobretudo, não é necessário que você seja uma personalidade jurídica. O que vale é saber redigir corretamente o documento para que possa realizar a solicitação de maneira correta. Além disso, o requerimento serve para fazer exigências ou defender algum interesse pessoal.

Geralmente, você precisa fazer requerimento para fazer um pedido em universidades e empresas. É importante exemplo em exemplificar que o requerimento pode ser necessário na hora do funcionário solicitar o benefício, pagamento retroativo e também as famosas férias. Há dois tipos de requerimento, o simples e o complexo.

Confira como funciona cada um deles.

Tipos de requerimento

Aprenda como fazer um requerimento simples e complexo para utilizar em solicitações, estrutura, como escrever e dicas. Veja a diferença entre eles.
Dicas para escrever requerimento. (Foto: Ilustrativa)

Como já foi dito, o requerimento é dividido, sobretudo, em dois tipos, o simples e outro um pouco mais complexo. Entenda!

1. Requerimento simples

Requerimento simples é usado na hora de solicitações básicas. Isto é, você escreve corretamente, de modo formal, mas não precisa de muitos detalhes e informações. Ou seja, é mais direto e objetivo. Esse tipo de documento, geralmente, tem apenas um único parágrafo.

2. Requerimento complexo

Ao escrever um requerimento complexo, a forma de falar deve ser objetiva e simples também, porém devemos colocar mais informações e detalhamentos. Embora seja um documento parecido com o anterior, este deve ser mais detalhado. Isso quer dizer que ao escrevê-lo você terá que argumentar mais. Além disso, é necessário fazer um texto com maior número de parágrafos. Contudo, em alguns casos é interessante também, caso precise, coloque em anexo documentos para comprovar o seu argumento.

Quando e onde usar?

É exigido o requerimento em certas ocasiões. Isto é, haverá locais que precisará fazê-lo mais simples e outro o requerimento complexo, aquele mais detalhado, com argumentos mais elaborados. As solicitações para a escola e universidades, solicitações no âmbito eleitoral, para benefício do INSS, auxílio doença, seguro desemprego entre outros.

Confira as solicitações:

  • Transferência de domicílios eleitoral;
  • Para título eleitoral;
  • Eventos;
  • Isenção de imposto de renda;
  • Matricula escolar;
  • Trancamento de faculdade;
  • Averbações;
  • Documentos;
  • Informações;
  • Marcações de atendimento;
  • Apreciação de documento;
  • Poda ou corte de árvore;
  • Compensação e restituição de valores.

Aprenda como fazer um requerimento (exemplos)

O requerimento é um documento formal, isso já foi dito, porém é importante aprender a fazer um sozinho. E você vai ver como não é complicado. Sobretudo, em diversas fases da vida terá que utilizar. Sendo assim, é importante aprender como escrever para fazer da maneira correta.

Exemplos:

Primeiramente, devemos usar e seguir regras de linguagem e apresentação formal.

  • Escreva de forma impessoal e formal;
  • Faça um texto objetivo – escreva com foco em questão;
  • Use pronomes de tratamento – Sr., Sra., Prof., V.Exª;
  • Escreva em uma folha A4 branca;
  • O texto deve ser digitado, com finte Time New Roman ou Arial.
  • Tamanho 12
  • Escreva o texto justificado e com espaçamento entre linhas 1,5 cm;
  • Margem superior e esquerda 3m e margem inferior e direita em 2 cm;
  • Espaço de linha em branco entre os parágrafos.

 Atenção: Siga a estrutura: Introdução, preâmbulo, exposição de pedidos e o fechamento.

Vamos demonstrar!

Estrutura do documento

Introdução

A princípio, escreva a quem é o documento, use então os pronomes. Sobretudo, quando for um requerimento para uma escola. Então, use Sr. (nome), diretor da escolha (nome da escola). E assim por diante!

Preâmbulo

Chegou a hora de colocar seus dados. Isto é, nome, sobrenome, nacionalidade, RG e CPF, estado civil e localização.

Pedido

Aqui você deve escrever e expor seu pedido. Ah, faça isso escrevendo em terceira pessoa. É importante, no entanto, iniciar com “Solicita”, ou “Vem requerer”. Em seguida você coloca seu pedido. Nesse caso, coloque o motivo com “em decorrência dê” e assim explique seus argumentos.

Fechamento

Para finalizar, use expressões “nesses termos” ou no “pede deferimento”. E escreva a data e o local. Além disso, a assinatura do lado direito da página.

Exemplo do requerimento simples

Para fazer um documento simples é necessário colocar as informações básicas. Então, escolha o pronome de tratamento, nome do destinatário e o cargo.

Em seguida o nome do requerente e CPF, RG, brasileiro (a), solteiro (a), residente à rua (nome da rua e número), vem requerer (descreva a sua solicitação) em decorrência e os argumentos básicos.

Inclua “Nestes termos, pede deferimento”. Em seguida informe a cidade, dia, mês e ano. E para finalizar a assinatura.

Entendeu como é simples fazer um requerimento? Agora que você sabe, pode aplicar para sua vida em seus pedidos formais. Caso ainda tenha dúvidas, deixe nos comentários.

Leia mais artigos:

Rolar para cima
Pesquisar

Navegue

Siga-nos

Ao continuar navegando, você concorda com nossos Termos de Uso e Polí­tica de Privacidade.